Como tudo, cozinhar tem diferentes conceitos, estes diferem de pessoa para pessoa, e com tal, há que goste, há quem não goste, há quem ache uma verdadeira seca e há quem adore... são opiniões, e apesar de cozinhar ser a minha verdadeira paixão, não torna este facto discutível... embora sinceramente me custe muito a perceber como é que é possível haver quem não se sinta contagiado pela fascinante arte de cozinhar, de conjugar aromas, sabores, cores e perfumes, de todo o ritual da preparação de um prato, da emoção e excitação de procurar um perfeito equilíbrio dos ingredientes e assim ver nascer novos sabores, pratos, cozinhas, de não ficar maravilhado com toda a alquimia, quase magia que se passa numa cozinha.... Mas, enfim são opiniões!! No entanto o que não é discutível é o prazer da mesa, porque sejamos sinceros, quem não encontra alegria em prato algum, têm um grave problema, pois o tempo em que a alimentação era um mero acto de subsistência já lá vai há muito.....  E assim porque o mundo da cozinha é vasto, para todos os que não gostam de cozinhar, para todos os que não têm tempo e para todos os outros não queria deixar de partilhar uma cozinha inventiva, original, alegre, colorida, musical, e muito... minha!!!

sábado, 12 de Junho de 2010

Entradas de cair para o lado

Canapés, Entradas, Acepipes, Tapas, Amuse-bouche ou outro nome que lhes queiram chamar foi para mim uma melhores invenções de sempre... Frios quentes, doces, salgados, picantes, coloridos, pequeninos, maiorzinhos, elegantes, clean, formais, informais, lindos, deliciosos.... São identificados pelos chefs como: "versáteis", pelas donas de casa por: "fim das pilhas de loiça para lavar", para os espanhoís são: "dia-a-dia", mas para as VIP são: "chiquérrimos", e para mim: "Hmmmm"!!! E porque não fazer uma festa de canapés??? Basta usar a imaginação, e mesmo que não queira inovar e arriscar numa refeição arrojada de apenas canapés, use-os num cocktail, num lanche, numa ceia, como entrada de uma refeição, como recepção de alguém ou de alguma coisa, como distração dos convidados enquanto esperam por uns e outros, ou para disfarçar aquele atraso do jantar que nunca mais fica pronto, como acompanhamento do chá da tarde, ou do café depois de almoço, para uma reunião de trabalho, para impressionar, para algo novo, para algo diferente, para arrojar, para variar, ou mesmo para calar a boca dos Homens num jogo de futebol!!! Os limites, assim como as composições e variações são ilimitadas.... Atreva-se e surpreenda!!!!