Como tudo, cozinhar tem diferentes conceitos, estes diferem de pessoa para pessoa, e com tal, há que goste, há quem não goste, há quem ache uma verdadeira seca e há quem adore... são opiniões, e apesar de cozinhar ser a minha verdadeira paixão, não torna este facto discutível... embora sinceramente me custe muito a perceber como é que é possível haver quem não se sinta contagiado pela fascinante arte de cozinhar, de conjugar aromas, sabores, cores e perfumes, de todo o ritual da preparação de um prato, da emoção e excitação de procurar um perfeito equilíbrio dos ingredientes e assim ver nascer novos sabores, pratos, cozinhas, de não ficar maravilhado com toda a alquimia, quase magia que se passa numa cozinha.... Mas, enfim são opiniões!! No entanto o que não é discutível é o prazer da mesa, porque sejamos sinceros, quem não encontra alegria em prato algum, têm um grave problema, pois o tempo em que a alimentação era um mero acto de subsistência já lá vai há muito.....  E assim porque o mundo da cozinha é vasto, para todos os que não gostam de cozinhar, para todos os que não têm tempo e para todos os outros não queria deixar de partilhar uma cozinha inventiva, original, alegre, colorida, musical, e muito... minha!!!

terça-feira, 15 de Novembro de 2011

Um S. Martinho tardio com o seu toquezinho francês


Ultimamente devido a variadas circunstâncias tem sido complicado cumprir certas datas, S. Martinho não foi excepção. Mas como eu acho que o objectivo de festejar o S. Martinho não é nada mais nada menos do que festejar a plena entrada no Outono, e que as verdadeiras festas somos nós que as fazemos e não têm que ser obrigatoriamente em datas pré-definidas, o nosso festejo tardio de S. Martinho foi um jantarinho com sabores bem outonais.



Como nem podia deixar de ser, sendo eu louca por castanhas, estas não faltaram no nosso jantarinho, mas de que forma?? Pois é, para quem não conhece apresento uma das minhas sobremesas preferidas, o Mont Blanc. O Mont Blanc é um dos doces mais tradicionais de França, e pelo qual que eu sou perdidamente louca apaixonada. São vários discos de suspiro, intercalados com creme de castanhas e chantilly, no final é suposto fazer um monte de chantilly se maneira que de certa forma se pareça com uma miniatura do verdadeiro Mont Blanc!! Para quem gosta de castanhas e de doces, não há como resistir!! 

Desta vez, as coisas não correram muito bem, e vou contar as peripécias pelas quais passei só porque acho que é importante perceberem que dias maus todos os têm, e que devemos sempre tentar dar á volta. Em primeiro lugar o meu forno não anda em melhor forma, e ás vezes resolve-me pregar assim umas partidinhas, desta vez foi ao assar castanhas (sim porque cá em casa, nunca fomos de cozer castanhas que aquilo não me entusiasma muito), e então as castanhas ficaram tal e qual umas pequeninas pedras, assim mesmo ideias para partir cabeçitas. Nem tudo está perdido que recorri à minha amiga Bimby *, toca a triturar tudinho, e ficou uma farinha de castanhas (só para ver o quão duras e secas as minhas meninas tinham ficado), o que me levou logo a pensar que era um óptima ideia fazer esta farinha de castanhas e utiliza-la em certos bolos só para dar um toquezinho, tipo farinha de amêndoas... vêm?? È nestes acidentes de percurso que surgem novas ideias, receitas e técnicas, por vezes fabulosas!!! Mas continuando, juntei um pouco de água, e deixei uma meia hora, a 100ªC, mexendo sempre, para fazer o meu cremezinho de castanhas!! Temperei, e não é que o creme ficou bem saboroso?? Se calhar até com uma textura melhor que o tradicional!!
Na hora de fazer os suspiros, o meu forno quis ser simpático comigo outra vez e lá resolveu que eu não ia ter suspiros perfeitinhos naquele dia, os primeiros dois discos ficaram completamente queimados por baixo, o terceiro resolveu que ia ficar sequinho, mas não estadiço (quase umas farófias), quanto ao quarto, estaladiço, mas meio cru no interior. Lá veio a minha frustração ao de cima, que com suspiros queimados, não boa vontade que resista!! E pus mãos á obra com as minhas outras duas placas de qualquer coisa entre as farófias, merengue e suspiro, nada convencida a ver o que dava. Montei, uma disco, creme de castanhas, outro disco, chantilly, mais outro disco, mais creme de castanhas, um ultimo disco e mais chantilly!! Garanto que apesar de não ter ficado o que eu esperava, me surpreendeu, pois o dito suspiro, enquanto numas camadas em que estava estadiço, noutras que estava muito macio, o que fez com que ficasse com uma sobremesa rica em texturas e depois da primeira garfada muito muito feliz!! 
E pronto lá se passou os festejos do dia de S. Martinho, com a minha sobremesa francesa predilecta, com muitas peripécias e mesmo assim, com muitos sorrisos!! Quanto ao Mont Blanc, esse depressa se foi!!

E os vossos festejos foram bons?
Até Breve e Bons Cozinhados ;)



(* uma discussão que podemos ter um dia, não acho que a Bimby, seja de todo algo a ter obrigatoriamente, de facto eu até uso relativamente pouco, porque gosto de fazer as coisas de maneira tradicional, digamos que sinto mais, mas a verdade é que para quem não tem tempo e não gosta é uma óptima maneira de começar a cozinhar, ajudou-me muito quando eu comecei a cozinhar diariamente, mas o que é realmente bom, é que com esta amiguinha podemos fazer certos acabamentos, recorrer a certas técnicas fabulosas, que é difícil conseguir sem a ajuda da mesma... Mas por exemplo, para bater claras, está completamente de parte, que nunca ficam mesmo no ponto, para fazer risotto igualmente, para fazer refugados também, mas para fazer molhos e cremes, para amassar certas massas, para triturar tudo e mais alguma coisa é mesmo fantástica!! Agora se vale ou não a pena de comprar uma amiguinha só para fazer estes acabamentos e noutra meia dúzia de utilizações, é algo que cada um tem que ver!!!)

1 comentário:

  1. Deve ter ficado bom, mas com tantas peripécias dificilmente conseguirás fazer igual, não?
    Durante anos quase não fazia nada no forno por ter um forno miserável, felizmente agora tenho um que é uma maravilha, espero que dure muitos anos.

    ResponderEliminar